PUBLICAÇÕES


Depressão Infantil

Psicóloga Fabíola B. Zaffari

Atualmente tem se observado na clínica com mais frequência casos de depressão infantil, pois ao contrário que muitos pensam a depressão não é uma doença única e exclusiva dos adultos. A depressão pode inclusive aparecer em bebês e em crianças bem pequenas.

Pensando a respeito do que pode causar a depressão acreditasse que sejam provenientes de fatores psíquicos e de circunstâncias ambientais, como situações de perdas, doenças, cirurgias, frente a situações traumáticas, até por uma falta de proximidade e afeto dos pais. (ou cuidadores).

Mas, alguns sinais podem ser observados quando uma criança está deprimida como o excesso de agressão, irritabilidade, dificuldade de concentração, desinteresse por atividades que antes lhe proporcionavam prazer, perda de apetite, adoecer fisicamente com muita frequência, choro, entre outros. Esses são sinais que aparecem no comportamento da criança, embora existam outras reações mais sutis que também pode estar associada a depressão. Acredito que o importante é entender o que está por trás de todos estes sinais, pois na verdade há um grande sofrimento psíquico da criança, caracterizado pela ideia (consciente ou não) que ela está “sem saída” passando a não acreditar em si, nas suas capacidades, como se algo de bom nunca mais pudesse acontecer.

Desta forma é importante que os pais (ou cuidadores) estejam atentas as mudanças de comportamento de seus filhos e que possam da mesma forma oferecer-lhes os cuidados necessários.

Um dos recursos que pode ajudar a criança e seus pais é a Psicoterapia, que sempre se mostrou uma importante prática para tratamentos de crianças que estão com alguma dificuldade, pois oferece um espaço para que a criança possa expressar seus sentimentos, conflitos que são primeiramente identificados, compreendidos e assim possíveis de serem tratados.


Publicado em 06.07.2015